Microserviços

Microserviços

Microserviços, um termo bastante mencionado nos dias de hoje quando falamos de software. Em especial quando a necessidade envolve serviços distribuídos, possibilidade de escalar uma aplicação software como serviço (SaaS), deploy independente e contínuo entre outros aspectos que envolvem sistemas de microserviços. Muitos são os benefícios do microserviço, mas é preciso ter a clareza da necessidade uma vez que tal estratégia de construção de software demanda uma infra estrutura e por consequência um desenvolvimento de alto nível. Quando falamos de infra envolvemos containers, balanceamento de carga, CI/CD e uma arquitetura de software sob medida para o serviço distribuído. Neste post vamos ajudar a esclarecer quando há a necessidade de microserviços.

Quando usar?

Empresas de grande porte adotam estratégia de microserviços geralmente por que o software foi projetado para uma escala mundial o que demanda um cluster (uma cópia da aplicação), por exemplo, em cada país com especificações da cultura da localização da aplicação ditribuída com o intuito desegmentar a informação. Outro relevante motivo da aplicação de microserviços é onde temos um cenário modular que determinado módulo pode ter grande volume de acesso que demanda uma escala horizontal por demanda baseada na carga sobre a aplicação. Um exemplo seria uma aplicação de software como serviço (SaaS) onde a aplicação tem picos de acesso e capacidade de expansão do número de clientes.

Quando não usar?

Micro serviços são usados a todo momento praticamente. Por exemplo, quando enviamos e-mail comercial em massa gerenciado por uma aplicação usando um serviço externo comunica-se com o serviço de e-mail por meio de HTTP (Hyper Text Transfer Protocol) ou MQTT (Message Queue Telemetry Transport). Essa comunicação pode ser o consumo de um microserviço de envio de email em massa. Geralmente no início do desenvolvimento de uma aplicação não se há clareza e as vezes nem necessidade de uma estrutura em microserviço mas isso não é um problema. Pode se começar uma aplicação monolitica e ao nível que a mesma vai amadurecendo junto com o negócio é facil extrair a parte que demanda ser escalada, demanda ser distribuída de forma independente a fim de se adaptar on demand ao mercado.

Sua empresa já usa microserviços em suas aplicações? Se você quer saber como a Keyworks pode ajudar o seu negócio, contate um de nossos especialistas

Posts relacionados---

Deixe um comentário---

Back to top