Desenvolvimento de aplicativos móveis: nativo ou híbrido?

Desenvolvimento de aplicativos móveis: nativo ou híbrido?

Desenvolvimento de aplicativos móveis: nativo ou híbrido?

Segundo uma pesquisa do Adjust, o Brasil é o segundo país a ter o maior crescimento no mercado de aplicativos mobile. Dado esse crescimento, é natural que cada vez mais empresas e negócios invistam em aplicativos para vender seus serviços ou produtos.

Com o aumento da demanda de aplicativos, é natural que cada vez mais tecnologias apareçam, seja para agilizar o processo de desenvolvimento ou para tornar mais barato. Seja qual for a proposta da tecnologia, cada ferramenta tem suas vantagens e desvantagens que devem ser levadas em consideração no momento de definir como o app será desenvolvido. Neste post vamos abordar a escolha de desenvolver o aplicativo de forma nativa ou híbrida, entendendo alguns pontos que devem ser avaliados.

App nativo e híbrido: qual a diferença?

O aplicativo nativo é desenvolvido com tecnologias feitas propriamente para cada sistema operacional. Isso quer dizer que um aplicativo nativo para Android é desenvolvido em Java e um para iOS é desenvolvido em Objective-C ou Swift, que são as linguagem utilizadas por esses sistemas. 

Já os aplicativos híbridos são desenvolvidos em linguagem web, HTML, CSS e Javascript, independente do sistema operacional no qual serão instalados. Isso é possível porque existem frameworks que criam um aplicativo nativo para cada uma das plataformas, que quanto aberto chama o webview do aparelho e abre o código que foi escrito em linguagem web. Então embora o usuário não veja nada disso, são aplicativos que na verdade rodam em uma espécie de navegador full-screen.

Impactos da escolha: o que levar em consideração?

Embora a diferença entre eles seja simples, mudando apenas a linguagem em que o aplicativo é desenvolvido, isso traz algumas diferenças de custo e performance. Levantamos aqui os principais pontos que são considerados na hora de optar entre um ou outro.

Uma das principais diferenças, e talvez a mais considerada durante a escolha, é o tempo e o custo do desenvolvimento do app. Com o aplicativo nativo, será preciso criar um código para a versão Android e outro código para a versão iOS, podendo ser feito por um profissional que tem conhecimento nas duas linguagens como por dois profissionais diferentes.

No caso do app híbrido, um único código é desenvolvido, e com ele você tem as versões prontas para os dois sistemas operacionais, que além de ser feito apenas um código, é uma linguagem mais popular e com mais oferta de profissionais, tornando o desenvolvimento mais barato e também mais rápido.

Dependendo do aplicativo que você está criando e das funcionalidades que ele vai apresentar, o uso de recursos do celular pode ser fundamental ou não. São recursos como câmera, GPS, barômetro, acelerômetro etc.

Os aplicativos nativos usam todos eles com a melhor performance, enquanto os híbridos podem apresentar limitações, já que dependerão do framework que está sendo usado para o desenvolvimento.

Além desses pontos, existem muitos que podem ser levados em consideração para escolher a tecnologia de desenvolvimento, e a melhor escolha sempre vai depender das características de cada projeto.Para uma ajuda profissional no desenvolvimento do seu app, você pode contar com a Keyworks, é só entrar em contato conosco para conhecer nossos serviços.

Posts relacionados---

Deixe um comentário---

Back to top

Fale com um especialista

Conte com os mais de 17 anos de know-how em Desenvolvimento de Software da Keyworks. Solicite o contato de um especialista sem compromisso e entenda como podemos ajudar sua empresa.

Espere, não vá embora ainda!

Conte com os mais de 17 anos de know-how em Desenvolvimento de Software da Keyworks. Acompanhe nossos conteúdos semanais, e inscreva-se para ser notificado por e-mail.